Make your own free website on Tripod.com
Web Swimming Brasil   by Michel Vilche
 

Recorde anulado pela CBDA - (17/08/2001)


A Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos anulou um recorde brasileiro e sul-americano ocorrido em julho deste ano, na disputa do Troféu Brasil de Natação. Foi no revezamento 4x100m livre feminino, vencido pelo quarteto do Flamengo formado por Monique Ferreira, Mariana Brochado, Michele Rosendo e Flavia Delaroli, com 3m50s27. Mas face à discrepância de resultados constatada pelos treinadores brasileiros e pelo árbitro geral da prova – Sr. Ruben Márcio Araújo – e a gravidade da pendência, a presidência da CBDA solicitou a presença do Sr. Paul Rubel, diretor da Colorado Time Systems – fabricante do sistema de apuração eletrônica nos Estados Unidos -, para explicar o inusitado resultado, que tanta estranheza causou na ocasião.

Por solicitação da CBDA, o diretor da Colorado Systems esteve presente durante a realização do Campeonato Brasileiro Júnior e Sênior de Natação de Inverno (Troféus Tancredo Neves e Daltely Guimarães), no período de 14 a 17 de junho, no Parque Aquático Júlio de Lamare, no Rio de Janeiro. Na ocasião, o mesmo defeito voltou a acontecer em uma das provas, motivo pelo qual o computador foi substituído por um novo trazido dos EUA pelo Sr. Rubel, que posteriormente levou o antigo para ser objeto de perícia no laboratório eletrônico da Colorado Time Systems, empresa reconhecida pela Federação Internacional de Natação.

Em seguida foi elaborado um laudo pela empresa americana em que seus técnicos informaram que houve um travamento do Timer do computador, fato raríssimo de ocorrer. Com isto, os tempos eletrônicos nas provas em referência estavam incorretos e deveriam ser consideradas as marcas obtidas pelos cronômetros manuais dos árbitros da competição. Os técnicos americanos garantiram ainda que com as novas versões do software Systems 5 Timers, este tipo de problema não mais acontecerá. Assim sendo, o resultado da prova do Troféu Brasil, com cronometragem manual – regra SW11-1 da FINA – apontou a vitória do revezamento do Flamengo, com o tempo de 3m52s56, insuficiente portanto para a batida do recorde continental, que continua pertencendo à equipe brasileira, medalha de bronze nos Jogos Pan-Americanos de Winnipeg, em 1999, com 3m50s37. O quarteto brasileiro era formado na ocasião por Rebeca Gusmão, Flavia Delaroli, Tatiana Lemos e Juliana Machado.

Vale ressaltar o alto nível de compreensão e honestidade de todos os envolvidos no episódio acontecido no Troféu Brasil 2001, a começar pelo Chefe Técnico da natação do Clube de Regatas do Flamengo, Profº Reinaldo Dias, que desde o primeiro momento, reconheceu que o tempo obtido por sua equipe não correspondia à realidade.

Na semana passada, um fato semelhante aconteceu. O russo Roman Sludnov, recordista mundial dos 100m peito, disputou o Campeonato Mundial Militar em St. Petersburg, em seu país. Na ocasião, Sludnov superou o recorde mundial dos 50m peito (27s39, do americano Ed Moses), com 27s25. Mas, o placar da raia 4, onde Sludnov estava, falhou e o tempo não pode ser homologado. Os organizadores da competição, entretanto, resolveram permitir uma nova tentativa para o nadador. Sludnov novamente conseguiu melhorar o recorde mundial, desta vez, com 27s36. Contudo, sua performance foi nula, pois os árbitros esqueceram de zerar o sistema eletrônico para funcionar novamente.

 

Fonte:

 

 

Apresentação   •  Dicas  •  Downloads  •  Entrevistas  •  Informativos
Curiosidades  •  Pesquisas  •  Prof. Michel Vilche  •  Contato

 

Copyright © 1997-2008 Web Swimming - by Michel Vilche - Todos os Direitos Reservados
Entre em Contato HOME